Morena da buceta faminta

Me chamo Morenna, tenho 30 anos, sou uma pessoa apaixonada pela vida e tambem pela natureza. E é exatamente por isso que passo meus finais de semana no sitio da familia. Ha mais ou menos um mes, depois de uma semana cansativa, na sexta feira a noite, resolvi ir para o sitio onde passaria a minhas ferias, sabia que o casal que administravam o sitio haviam viajado feria, porem como combinado Eunice deixaria tudo na casa organizado para que nada me faltasse e contratou uma diarista para fazer o serviço de faxina uma vez por semana e senhor Luiz chamou um amigo para cuidar dos serviços internos, principalmente dos cavalos. A tranquilidade daquele lugar me seduzia, nao via a hora de chegar logo, foi uma viagem tranquila, deixei a mala no carro por que na casa tinha tudo que precisava para passar a noite. Vi que um dos chales estava aberto mas nao me importei entrei na casa, tomei um banho e esti apenas um baby dow sem nada por baixo, liguei a tv e deitei me no sofa porem o cansaço me venceu acabei adormecendo. Quando acordei, a luz do abajur estava acessa e a tv desligada, Deus quem esteve aqui, pensei logo fui ate a cozinha estava tudo tranquilo, a casa silenciosa, tomei uma agua e fui ate a varanda, a lua estava clara, desci as escadas e fui ate o jardim, sentei num banco proximo ao orquidario, estava distraida em meus pensamentos quando ouci uma oz masculina me dizendo que entrou na casa pois ouviu vozes e deparou comigo dormindo e a tv ligada, se desculpou e virou se para sair. Pedi que ficasse para conversamos ele aceitou se setando no banco ao lado. No dcorrer da conversa vi que se tratava de um homem alto, musculoso e muito bonito. isso foi a gota que faltava para meu tesao transbordar, molhei a a buceta so de pensar naquele corpo em cima do meu. Num instinto selvagem me levantei, fui ate ele, fechei as pernas dele com as minhas e sentei em seu colo de frente pra ele por um momento esperei por sua reaçao e tive um lindo sorriso como resposta. Nao resistir e o beijei de inicio devagar intensificando cada ez mais senti sua s maos me tocar subindo e descendo em minhas costas senti seu pau endurecer, passei as pernas em torno de sua cintura, tirei sua camisa, chupei seu peito, arranhando suas costas, comecei a mexer esfregando minha buceta em seu pau senti sera mao na racha de minha bundinha massageando meu cuzinho, tirei minha fina blusa e dei meus seios pra ele mamar, fiquei alucinada com aquela boca me sugando daquele jeito que delicia, Me levantei e ao abrir sua calça ouvi aquela voz gostosa me perguntando se queria ser comida ali mesmo, afirmei que sim colocando seu pau para fora, abaixei e cair de boca naquele pau gostoso, chupei com muita vontade enlouquecida de tesao, engolia aquele pau com prazer, quanto mais chupava mais ele gemia. O puxei para que se levantasse e tirei sua calça, que homem maravilhoso ele se ajoelhou na minha frente, colocou minha perna seu em ombro e começou a chupar minha buceta, chupava, mordia, metias dois dedos nela enquanto chupava o grelinho, estava me levando a loucura pois nao tinha experimentado tais prazeres, meu tesao era tamanho que nao resistir e gozei com meu grelinho naquela boca deliciosa. Ele continuou chupando, mas agora com um dedo no meu cuzinho, gritei de dor. – Diz que gosta assim minha puta, senti quando colocou mais um dedo, e com muita vontade passou a chupar de maneira violenta metendo no meu cuzinho cm os dedos, – Minha cachorra chupa meu pau, mamei aquele pau, sugava enquanto ele me segurava pelos cabelos e metia na minha boca num vai e vem delicioso, – Me come meu macho, quero seu pau na minha buceta, pedi. Ele me colocou de quatro atolando o pau na minha,buceta, metia gostoso, bem no fundo socava minha buceta, quanto mais gemia mais ele fudia, isso me alucinava de tesao. Eu queria mais, gritava por mais. aquele vai vem gostoso era magico – Empina sua bundinha pro seu macho minha cachorra, quero cumer este cuzao apertadinho. senti a cabecinha de seu entrando no meu cuzinho, ele enfiava, tirava, enfiava e tirava. passou a enfiar a so a pontinha e mexia um pouco, como se quizesse me torturar de tesao e dor, por fim sem que esperasse ele socou o pau no meu cuzinho de uma so vez so pra ouvi meu grito de dor, – Era meu sonho minha cachorra comer um cuzinho virgem assim so pra ouvir seu grito de dor. Rebolando meu pau putinha, massageava meu grlo com dois dedo apesar da dor rebolei gostoso, surrando minha bunda em sua virilha sentindo ele entrar e sair, gozei. senti minhas costas sendo arranhada, seguido de um gemido de prazer, – Este cu e muito gostoso,apertado demais, vou gozar cachorra, nao ag uento mais minha delicia. socou o pau com força, gemendo sem para, senti seu pau latejando dentro do meu cuzinho enchendo ele porra, prendi aquele pau dentro de mim, foi uma loucura maravilhosa – Minha putinha safada, que gostosa essa buceta e este cuzao. enquanto eu ficar aqui voce sera minha, so minha. E assim aconteceu foram um mes sendo comida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *