Uma primeira vez de qualidade.

Apenas uma caminhada.

Era agosto e eu tinha acabado de ser pedida em namoro, imagina a alegria?

Ao entardecer proponho uma caminhada para conversarmos melhor, nos distrair. Até que ele lembra do fato de eu conhecer um local escuro e que sabendo a apaixonada por constelações que eu sou, me acompanhou até este local.

Sentamos, nos beijamos, nos apertamos. Até que ele fala que deveríamos arriscar fazer sexo.

Timidez para quê?

Super distraída com a boca maravilhosa que ele tinha, nem percebi as suas intenções. Mas eu me deixei levar, super envergonhada por meu corpo e super entregue por conta dele e seus carinhos. Entrega total!

Quando eu começo a esquentar o beijo e quero beijar mais ainda teu pescoço ele me agarra, puxando os cabelos, e diz que adora meu olhar provocativo.

Se senta no chão e tira toda minha vergonha me deixando apenas com uma das pernas da calça ainda no corpo e me chupa, como nunca antes. Eu diria que isto é um dom! Eu me senti fora de controle e mordi meus dedos para abafar os gritinhos que soltava, já que era local público. Eu estava assustada esperando que alguém aparecesse por ali, mas eu estava me acabando de prazer. Um orgasmo estava perto.

Ele se coloca de pe novamente para me beijar me fazendo sentir o meu gosto: doce. Eu começo a punheta e percebo que é grosso (me assustei mesmo) e ele me pede com um olhar significativo que eu abaixo na hora e chupo com gosto!

Eu nunca havia gostado tanto de ter ficado minutos por cima de minutos chupando um homem. Quando levantei ele de forma “violenta” porém gostosa demais e dominadora, me deixa de costas para ele e tenta encaixar. Primeiro problema: Eu estava super molhada, porém apertada demais. Segundo problema: Ele era virgem e eu estava com medo de machuca-lo. Terceiro problema: Eu estava a meses sem transar, já me sentia virgem novamente.

Eu me ajustei um pouco mais e abri bem a minha bunda dando uma boa visão e fiz ele escorregar devagar para dentro de mim. Com um vai-e-vem de tirar o fôlego e morder lábios. Eu estava enlouquecendo já de prazer, me sentia bem demais. Eu tomo uma atitude mesmo com vergonha e o chamo de amor, pedindo para que sentasse. A intenção era óbvia!

Eu sento em cima dele e me deixo levar bem devagar para que ambos saboreassem a sensação. Como dois descontraídos que somos eu solto a frase “Parabéns, você não é mais virgem”. Com a risada maliciosa que ele soltou eu fui nas nuvens!!! Ele encaixou de uma forma que eu soltei o gemido bem alto.

Se entrega mais um pouco, meu anjo.

Fiquei um pouco de quatro depois e minha nossa, que delícia. Dali perdi todas minhas estribeiras e rebolei igual puta. Estava adorando, porém continuava com um ar de meiguice. Eu comecei a me sentir totalmente devassa, sem pudor e muito feliz.

No fim de tudo vejo que as pernas dele tremiam a cada vez que eu segurava em seus ombtos e cavalgava com ganância. Ora, ora um orgasmo?

Fico tentada a descobrir o gosto porém, deixo para outros tempos. Saímos do local disfarçando ao maximo e super relaxados, ao chegar quase entrando em nossas ruas a ficha dele caí. É satisfatório de ver! Confesso~.

No outro dia só queríamos mais e mais.

Contos relacionados

Fantasia Na Casa De Praia

Fantasia na casa de praia olá, meu nome é simone, sou loira dos cabelos curtos na altura do ombro, seios pequenos mas lindos, cintura fina e pernas grossas e definidas.Tenho um namorado, pois é reatamos a pouco, no meio de nossa viagem a...

No sofá da sala comendo a irmã gostosa enquanto todos dormiam

Quem nunca se imaginou ou sonhou que estava comendo a irmã gostosa! Pois eu comi a minha irmã gostosa e vou contar o inicio meio e fim dessa história. Tudo começou quando ainda era muleque, quando meus irmãos e eu espiávamos ela tomando banho pela...

Uma Noite De Loucuras

Eu e minha mulher estávamos na casa de amigos e bebida vai, bebida vem, ficamos os dois um pouquinho altos. Nossos amigos também estavam bem animadinhos e a certa altura, começamos a falar sobre fantasias. Minha mulher logo falou que adorava transar com...

A Psicóloga De Varginha

Durante mais de 5 anos fiz psicoterapia com uma psicóloga que vou chamar de Mara (nome fictício). Ela tinha uns 30 anos quando começamos as sessões de terapia sendo que fazíamos duas dessas sessões por semana, sempre pela manhã antes de eu ir...

Amante Fixa, Do Sobrinho

Meu nome é Thayna, tenho 35 anos três filhos, casada. Casei-me com apenas dezoito anos. Sou de uma família evangélica muito tradicionalista. Tinha sonhos, desejos, tesão que são incompatíveis com o que minha mãe, meu pai, a família e a igreja prega e...

Levei A Minha Namorada Para O Abate.

Corno feliz. Não se trata de uma história erótica produzida pela imaginação, mas sim de um relato detalhado e fiel do acontecido nesse ultimo final de semana dos dias 26, 27 e 28/08. As fotos não foram coletadas em sites da internet, são fotos...