Meu Amigo Pensa Que Meu Corninho não Sabe

Ola queridos leitores vou conta um momento muito delicioso que aconteceu comigo e meu esposo ,somos casados a 12 anos temos 01 filho somos um casal normal com uma vida cotidiana normal.Tudo começou quando meu marido começou a fantasiar sairmos com mais um homem afim de ver eu meter com esse outro homem,eu desde inicio briguei muito com ele pois somos casados na igreja temos nosso filho como ele queria que eu transasse com outro em sua frente  mais nada fazia ele tirar isso da cabeça e sempre que íamos fazer amor ele vinha com essa conversa ate que um dia ele mudou a linha de pensamento e me perguntou se nunca um colega do laboratório onde trabalho brincou ou tentou dar uma cantada eu de primeira disse qeu não pois todos sabem que sou casada e foi ai que perguntei porque essa pergunta então ele me disse que caso eu tivesse interesse em sair com alguém de fora ou ate mesmo na clinica ele não se importaria contanto que eu lhe contasse quando acontecesse,então eu disse tudo bem se isso acontecer de alguém me paquerar te falo e vemos o que vc acha, claro que era mentira pois como sou loira 1,76 seios fartos e lindo bumbum com pernas grossas tinha sim alguns amigos sempre me dizendo sacanagenzinhas.Uma semana depois falei a ele querido teve um colega que hj que me disse que estava linda e que vc era um cara de muita sorte e que adoraria ter a sua sorte pelo menos por um dia ele ficou todo excitado e perguntou o que vc falou? ,bem lembrei do nosso papo  e disse quem sabe vc não tem um dia essa sorte meu amigo ficou louco e perguntou quando eu disse eu falei quem sabe um dia e fui embora com um sorriso no rosto.Meu marido já estava com pau muito duro e falou e vc já decidiu q dia será ,então fingindo um pouco de desinteresse disse ai amor não e legal trabalhamos juntos,como vou falar a ele que e pra sairmos nos três,ele então falou ,não meu amor pode dar pra ele vc sozinha mais só não quero que ele saiba que sou um corno manso finja que eu não sei e que esta me traindo e vá dar uma trepada com seu amigo,vc acha ele atraente perguntou ele e disse meio envergonhada sim e já percebi que deve ter um belo pau pois da pra ver pela calça ,então ta bom vai La e me conte tudo como foi mais não deixe ele saber que sei pois quando for lhe buscar irei fingir que não sei de nada então no dia seguinte fui muito cheirosa pro trabalho e no horário do almoço marquei com ele de ficarmos na clinica alegando ter muito trabalho e não ir pro almoço junto com os outros colegas nossa assim que os colegas saíram para o almoço trancamos a clinica ele me colocou em cima da mesa e chupou bastante minha bocetinha rosada a tempos não recebia uma chupada assim pois quando estamos casados as coisas esfriam bastante sugou muito e me fez gozar em sua língua depois colocou o pau pra fora e me abaixei para chupar aquela enorme pica chupei bastante ,então me colocou de quatro colocou a camisinha e me penetrou com tudo foi uma mistura de dor e prazer gozei  só com a enfiada dele de cara e nesse movimento de vai  vem gostoso beijando minha costa puxando um pouco meu cabelo me fez gozar mais duas vezes ate que ele gozou estava tudo uma delicia mais era hora do almoço nos recompusemos  e fomos cada um pra um canto da clinica continua ou melhor fingi que estava fazendo alguma coisa rsrs nossa foi uma delicia gozar naquele pauzão,chegando em casa meu marido parece que advinha e me perguntou e ai deu pro seu amigo mais fiquei com vergonha e medo de falar e disse que ainda mais estava perto,aleguei dor de cabeça pois se desse pra ele iria perceber como estava minha bucetinha,bom dois dias depois criei coragem e na hora de dormi falei amor tenho algo pra lhe falar mais to com medo ele então falou é o que estou pensando eu disse sim querido dei pro meu amigo ele me olhou com uma cara de surpresa e eu disse foi vc quem mandou não queria(com medo na hora da reação)mais ele disse não falei que podia dar então tudo bem me conta com detalhes  foi hjá,então eu disse não foi dois dias a tras mais estava com vergonha de lhe falar e então ele perguntou contou a ele que sei ?não querido falei  que o que estava fazendo era uma loucura mais uma veszinha  só e que seria nosso segredo,nossa amor foi uma delicia e enquanto contava o corninho cada vez mais ficava com o pau duro nem deu tempo de terminar e ele já estava louco querendo me comer e me chamando de sua putinha e enfiando o seu pau em mim.Foi uma delicia quando tivermos outras aventuras volto para contar bjus !!!!

Contos relacionados

Fui Corno Uma Vez

Minha mulher 1.60de altura bem gostosa certo di ela trabalhou numa casa de massagens fazendo limpeza ate que faltou uma rapariga e ela fez o lugar dela e apareceu um homem que quis ir pro quarto e ela aceitou foi ai que ela se deu conta que ele era bem...

Primeira Experiência

Não tive experiência ainda que eu possa contar com tanta expressão. Então VC homens que gosta de dar para homens mulheres coroas de qualquer idade e cor professores que queiram sexo bem gostoso sem envolvimento financeiro .me chame no zap zap .sou de BH...

Minha Esposa Na Academia Ii

Mais um relato contado por ela .. Após o dia e que treinei perna e meu Instrutor me encochou .. aquilo ascendeu minhas fantasias e motivada pelo meu marido .. arquitetei mais uma brincadeira ... queria ver de novo meu Instrutor excitado.. Cheguei...

A Cadelinha E Seu Dono

Chamo-me Kassandra e sou cadela e posse do meu único e amado dono. Neste momento que narro este conto estou sentada naquele meu brinquedo, aquele dono que me deixa toda preenchida do jeito que você gosta. Como combinado estava eu pontualmente as 19 horas...

Sergio E Eu

Oi, eu sou Paulo e sempre quis contar minhas experiencias, sou casado tenho filhos e gosto de aventuras, sempre tive transas com homens e sempre preferi os mais velhos, desta vez conhecia o Sergio a uns 2 anos, nos conhecemos numa sala de bate papo e...

Serei A Puta Do Meu Filho

Serei a puta do meu filho Sou uma mulher de 56 anos, moro em São Paulo e, como toda mulher da minha idade, tenho meus desejos reprimidos. Sou divorciada e a história que vou contar no início me envergonhava muito, mas senti que seria necessário...