Um Belo Casal Sergipano

Um Belo Casal Sergipano

Ainda me lembro de minha adolescência quando adorava ler os contos eróticos que vinham em um encarte da antiga revista ELE e ELA, e desde aquele tempo as histórias que mais me excitavam eram as que envolviam maridos que gostavam de ver a esposa com outro homem.Muito bem, o tempo passou e descobri  este site na internet  e continuei lendo mais e mais contos e cada vez mais fantasiando com o dia em que iria transar com uma mulher e o marido olhando.  Nessa época estava desenvolvendo um projeto em Aracaju e  nas horas vagas entrava na net para ver se encontrava um casal que curtisse ménage.Uma Bela noite estava na sala de bate papo quando entra um casal, comecei a puxar conversa no que foi correspondido e depois de algum tempo me passaram o MSN  deles.  Ele 44 anos  moreno, ela 39  loira casados há 20 anos e eu  42 anos branco.  No decorrer da conversa  Paulo ( fictício ) me falou que eles estavam querendo conhecer um homem que transasse com ela na frente dele. Pronto estava ai minha chance de realizar uma de minhas fantasias.Passado alguns dias e algumas conversas pelo MSN marcamos de tomar uma cervejinha em um dos barzinhos da orla ( que por sinal é lindíssima ).  Com um certo nevorsismo entrei no bar e já identifiquei o casal sentado num mesa e fui ao encontro deles.  Assim que cheguei próximo fui recebido por Paulo um bom aperto de mão  me dando boas vindas e um abraço de Lucia ( um abraço de quem já me conhecia a muito tempo ), passado esse primeiro momento começamos a conversar diversas coisas até que num certo momento Paulo me perguntou se eu não gostaria de dar uma voltinha no carro deles. Aceitei o convite e entrei no banco traseiro, quando já estávamos em movimento Paulo perguntou a esposa se ela não queria me fazer companhia no banco traseiro, Lucia passou rapidamente para trás e foi logo alisando minhas pernas e meu peito, como já estava me sentindo a vontade e excitado também levei a mão dela pra minha rola no que ela  já foi desabotoando minha calça e colocando ele pra fora ( depois de 20 anos de casada era a primeira pica que ela tinha na mão ) o sorriso dela ela radiante tanto que olhou para o marido e perguntou se ele queria ver a esposinha chupar outro homem ali mesmo com o carro andando no que foi prontamente autorizada ( lembro que nesse momento estávamos passando em frente a passarela do carangueijo, como o carro logicamente tinha película estava eu ali com uma loiraça chupando minha pica com o marido dirigindo e ao mesmo tempo olhando a multidão no bares da passarela.Fizemos o retorno e fomos direto pra o motel que ficava próximo, entramos na suíte e já descemos do carro nos agarrando querendo tirar a roupa um do outro, ao mesmo o maridinho dela já abria a porta para entrarmos.  Quando entramos no quarto peguei-a no colo e a deitei na cama de perninhas abertas e ainda em pé comecei a meter o dedinho na xoxotinha dela que começou a rebolar gostoso chamando o Paulo de corninho safado, que finalmente iria levar pica de verdade, passei um bom tempo assim quando fui mudando de posição e coloquei a pica para ela chupar enquanto eu chupava seus seios, olhei para o lado e vi quando o Paulo balbuciando pediu para eu meter nela de 4, logicamente obedeci ao meu novo amigo e a fiz ficar de 4 nesse intervalo de tempo coloquei a camisinha e comecei a pincelar a pica na entradinha da xoxota dela e aos poucos fui enfiando até  sentir encostar meu pubis na bundinha dela. Caramba como era gostoso sentir aquela linda mulher rebolando, gemendo e chamando o Paulo de corninho safado ( nessa hora ele já batia uma punheta olhando a linda mulher sendo fudida por outro ), me segurei muito para não gozar naquela posição e a fiz fica deitadinha de barriga pra cima e comecei a fazer um papai e mamãe que é a posição que eu mais me controlo, e novamente senti uma sensação maravilhosa de meter até o final e tirar tudo e novamente meter  naquela xoxotinha de pelinhos loiros demarcados pela marquinha de biquíni.Ela já estava falando que ia gozar e eu pedi pra gozarmos juntos acelerando os movimentos explodíamos juntos num delicioso gozo gritando para o marido que estava gozando gostoso. Cansados ficamos deitados um ao lado do outro parece um casal de amante, demos um tempo e a chamei para tomar um banho juntos ,  entramos na banheira e ficamos relaxando tomando uma dose de wisky e nos alisando levemente.  O banho foi rivogorante, saímos e nos enrolamos nas tolhas e começamos a conversar os três sobre amenidades, já refeito e a pica já dando sinal de vida levante fui ate minha loirinha e fiquei nu na frente dela e como se ela tivesse lido  meu pensamento começou a me punhetar ate ficar dura e ser devorada por aquela boquinha deliciosa, era ela engolindo minha pica e eu alisando seus longos cabelos elogiando a chupada que ela me dava.  Sentei na beirada da cama e a fiz sentar no meu colo fazendo-a subir e descer em minha pica, eu chupando seus seios e mais uma vez chegamos ao orgasmo.  Tomamos mais um banho e fomos embora.Tivemos bons momentos a três e também so nos dois pois com o decorrer dos encontros Paulo já liberava a esposa pra sair comigo.Adoro conhecer pessoas interessantes, bem humoradas e que tenham gostem de viver a vida com responsabilidade e respeito mutuo.  Casais e mulheres casadas me add para fazer uma bela amizade.  Viver_a-vida@hotmail.com

Contos relacionados

Minha Esposa Deu O Cú Pra Outro Homem.

Eu tinha uma fantasia, queria que a minha mulher dece o cuzinho dela pra outro homem, porque era muito pequeno e doia pra ela qundo nos fazia sexo anal, eu pedia pra ela foder com um home do pau bem grosso pra ela ficar com o cú bem aberto, mas ela falava...

Sexo na praia

Somos da zona oeste de Portugal, temos 40 anos. O que vou relatar sucedeu de verdade. Em junho de 2015 alugamos casa de férias em Lisboa, na zona da caparica, a ideia eraa fazer praia. O que vou relatar aconteceu numa das manhãs em que resolvemos fazer uma...

Propaganda é A Arma Para O Negócio 2

Propaganda é a arma para o negócio 2 Olá a todos este é meu segundo conto,devido ao sucesso espetacular do primeiro,para quebrar o tabu sobre este assunto, resolvi escrever como aconteceu o segundo encontro com a Mari a vizinha morena,um belo...

Nos Bastidores De Uma Cirurgia

Nos Bastidores de uma Cirurgia Meu nome é Carla (fictício), sou branquinha, tenho seios médios e durinhos, um rabinho arrebitado e pernas bastante torneadas. Bom vamos ao que interessa, eu faço estágio de técnica em radiologia em um...

Entrei No Sex Shop E Gozei Pra Vendedora

Entrei no sex shop e gozei pra vendedora EU ENTREI EM UMA LOJA DE SEX SHOP PRA MATAR CURIOSIDADE MAS A VENDEDORA ERA SAFADA, E ME MOSTRO UNS BRNQUEDOS EXEMPLO , UMA VAGINA DE BORRACHA, ELA ME DEIXOU NA MÃO E FOI ATENDRR O TELEFONE EU COMO SOU MEIO...

Debaixo Do Nariz Do Sogrão

Debaixo do nariz do Sogrão No começo a minha intenção era só ser leitor dos contos aqui postado. Mas resolvi ativar meu lado escritor e contar algumas experiências vividas por mim e minhas parceiras, hoje venho a relatar para vocês leitores...