Aventura De Domingo

Bem tudo começou no domingo de manhã onde minha esposa tinha saído com meus filhos para casa da minha sogra. Peguei meu not e entrei na sala de bate papo onde sempre entro quando estou sozinho em casa para me masturbar, sempre tive vontade de ter um pinto para chupar e me comer. Bem na sala de bate papo encontrei um cara de perto de casa que me chamou a atenção, começamos a conversar descobri que ele tinha local e queria se fosse agora, parei respirei e criei coragem pois nunca tive coragem de fazer real apesar de enfiar objetos no meu cu ( cabo de vassoura, cenoura, cabo de escova, etc.) eu nunca tive coragem de levar rola. Bem a conversa foi esquentando e resolvemos marcar numa avenida conhecida e combinamos ele pediu para eu tomar banho e lavar bem minha bunda para ele e eu pedi para ele lavar bem seu pau pois iria me acabar nele.

Depois de tomar banho peguei umas camisinhas e meu carro e fui me encontrar com ele. Cheguei lá meia hora antes e fiquei esperando. Na hora marcada ele passou com seu carro e deu uma buzinada e eu o segui, que doideira vou dar para alguém q nem sei nome nem como é. Andamos mais ou menos cinco minutos e chegamos onde estacionei do lado e desci onde vi ele a primeira vez nos cumprimentamos e ele pegou uma chave e abriu uma porta onde tinha uma escada e subimos e no andar de cima reparei ser um pequeno comercio de reparo e venda de celular, entramos e ele fechou a porta fomos para o fundo da loja e ele puxou uma cadeira e abaixou sua calça e tirou seu pau para fora e mandou eu chupar, sentei na cadeira peguei seu pau na mão estava meio mole e comecei passando a língua na lateral e depois coloquei ele na boca e comecei a chupar e senti o pau crescendo na minha boca e me deliciei com o sabor da rola que so quem já chupou sabe, tirava da boca chupava o saco e subia com a língua e cheagva na ponta abocanhava e colocava ele todo na boca e sentia ele na garganta e com ele todo dentro da boca ainda passava a língua no saco dele o cara se contorcia de tesão ai que eu caprichava meu nariz batia no seu pentelho e ele socando tudo na minha boca sem dó. Até que ele anunciou que ia gozar, tirei da boca na hora e falei que ainda não que ele ainda tinha que comer o meu cuzinho peguei uma camisinha vestia no seu pau e desci da cadeira e fiquei de 4 e ele veio tentava por mas não conseguia pois meu cu ainda era virgem e eu via ate estrela depois de tentar e não conseguir ele pegou sentou na cadeira e mandou eu sentar em cima de seu pau e abri a bunda e mesmo assim não entrava pois seu pau era grosso e começou a amolecer e ele levantou e mandou eu chupar de novo para ele endurecer novemente, troquei de lugar com ele sentei na cadeira tirei a camisinha e comecei a chupar de novo e o pau dele soltava aquele liquido q sai do pau e eu me deliciei com o sabor e depois que ele ficou durão novamente ele falou para eu por a camisinha novamente que ele ia me comer, pus a camisinha e levantei, tinha uma mesa onde deitei meu peito nela deixando minha bunda a sua disposição onde eu abri minha bunda e falei para ele guspir no meu cuzinho, depois de guspir ele começou a fazermovimentos com o dedo depois tirou o dedo e colocou a cabeça do seu pau e forçar a entrada onde eu vi ate estrelas quando começou a entrar e com cuidado ele foi colocando cada vez mais um pedaço ate que meu cú relaxou e ele socou tudo e começou a bombar, que delicia que ficou e ele tirava e socava tudo e ficou bombando dentro do meu cu e derepente ele falou que ia gozar segurou na minha cintura com força e socou ate os talos e ficou parado, que sensação deliciosa aquele pau enterrado no cu e ficou assim ate ele tirar e sair, levantei da mesa e vi aquele pau meio amolecido gozado dentro da camisinha, chamei ele e tirei a camisinha e vi aquele pau todo melado de porra pensei vou fechar com chave de ouro e cai de boca e limpei o pau dele todo depois de limpar todo por fora com a língua eu coloquei ele na boca e chupei com força e peguei aquele resto de porra que fica no pau e senti descendo pela minha garganta e nessa hora estava me masturbando e gozei sentindo aquela porra descendo na minha garganta. Me levantei me limpei e perguntei se foi bom e ele disse nunca ter ganhado uma chupeta depois de gozar e adorou e se despedimos e não sei seu nome ate hoje

Contos relacionados

Minha Adorável Aluna Loira

Minha adorável aluna loira Sou professor universitário, tenho 41 anos, porte físico bom, diria que sou um homem bonito. Casado com uma professora universitária morena linda, super corpo, uma pessoa extremamente adorável. Nunca tive relacionamentos...

Noite De Sorte

Bom, nunca fui bom de contar minhas experiências, mais passei recentemente por uma que gostaria de compartilhar com vocês, não sei muito bem como descrever, mais lá vai: Moro numa sozinho numa pequena casa no Rio nas proximidades da praia certa...

Na Escola

NA ESCOLA Não é um Conto - Foi Real! Tem coisas na vida que a gente nunca esquece. Apesar destes fatos reais, que aqui vou descrever, terem ocorrido há muito tempo, me lembro deles com todos os detalhes. Penso que se eu pudesse voltar no tempo, gostaria...

não ? Um Conto - Foi Real! Parte 02

Não é um Conto - Foi Real! Parte 02 A pedido dos leitores estou enviando a continuação da minha história que, ao contrario de muitas outras, é real e não fictícia. Como esta segunda parte é uma continuação, para aqueles que não leram a...

Desconfio Que Fui Corno

O que irei relatar aconteceu no final do ano passado, tenho 35 anos e minha esposa Fernanda 34, somos casados a 10 anos. Após um período, onde caímos na rotina percebi que minha esposa começou a ficar mais atrevida, usando roupas mais ousadas, se...

Não Aguento Quando Rebola No Meu Pau

Não aguento quando rebola no meu Pau Olá, meu nome é danilo, moro em mg, tenho 1,84 de altura, 75kg, moreno, cabelo bom, e bem atlético, 21,5cm. eu namorava na epoca do ocorrido mas sempre tinha umas recaídas. um dia, conheci uma...