A Despedida

Somos casados mas vivemos a uma vida dupla, cada um com seu parceiro. Ontem, depois de muito pensar resolvi que era hora de dar um basta nesta aventura pois estou completamente apaixonada por ele e não quero machucar ninguém. Ele estava de plantão e eu sozinha em casa, pois meu esposo está a um ano fora do Brasil. Entre uma cirurgia e outra nos encontramos e fomos a um motel estilo Brazzers. A química entre nós é muito grande e desejo incontrolável. Logo que entramos no quarto ele foi me pegando cheio de tesão e arrancando meu vestido. Me olhava com gula e me deixou de calcinha e sandálias. Me encostou na parede, me olhava do espelho lateral e elogiava o meu corpo me fazendo sentir a mulher mais gostosa do planeta. Depois de me beijar, me deitou na cama, tirou minhas sandálias e ficou me admirando deitada so calcinha. Tirou -as com delicadeza e começou a beijar minha buceta deliciosamente. Ele me chupa como poucos homens ja fizeram e me deixa totalmente entregue a suas vontades. Labia meu clitóris e introduzia com cuidado o dedo na minha vagina. Ficou durante alguns minutos assim. A esta altura eu ja tremia e suava. Todo meu corpo pedia e sentia prazer. Minha vagina estava quente e molhada e eu me rendi a um orgasmo maravilhoso. Depois de gozar tirei sua roupa e pedi que ele colocase seu pau a minha boca. Ele tem um pau maravilhoso! lindo, rosado e muito grosso. Comecei passando a língua por toda glande e sugando so a cabeça do seu pênis. Minha saliva escorria por todo seu pau e entao coloquei ele todo na minha boca. Labia, sugava, apertava e olhava pra ele de forma bem sacana e sedutora. Ele gemia, se contorcia e apertava minha cabeça contra seu membro duro e latejante. Qdo a coisa esquentava, ele parava e invertiamos os papeis. Ele me penetrava com seus dedos e me beijava, falando palavras obcesas e elogios no meu ouvido. Eu ia a loucura e gozada novamente. Gozei algumas vezes até que ele me penetrou, me fazendo gritar de tesão.Ele por cima, eu totalmente entregue e submissa aquele homem. Gozei novamente. O gozo era tão intenso e duradouro, que podia sentir minha vagina se contraindo e apertando seu cacete. Neste momento, ele tambem gozou. Tirou e me deu um delicioso banho de porra. Aquele esperma grosso e quente lambuzaram todo o corpo. Ficamos os dois, abraçados, suados e realizados curtindo aquela sensação deliciosa.
Nos despedimos. Cada um voltou para sua vida. O futuro pode mós reservar grandes surpresas, eu gostaria.

Contos relacionados

Um Casal Mossoroense

Um Casal Mossoroense Após a minha primeira experiência com o casal de Aracaju minhas fantasias de sair com outros casais aumentou e continuei a procurar na net já que é um local mais fácil de conversar sobre esse assunto com toda a comodidade...

MIinha Primeira Tripla Penetração

MIinha primeira tripla penetração Meu nome é Gabriela, mas a maioria das pessoas (pelo menos os que acompanham o mundo dos filmes pornôs) me conhece como Babi. Embora eu tenha uma vasta experiência no ramo dos pornôs, nunca me ofereci para...

Exibicionismo Pelas Ruas Do Rj

Olá esse é o meu primeiro conto e prometo a vocês que vai ser muito excitante.  Me chamo Junior tenho cerca de 30 anos com aparência de bem mais novo.  Rs minha esposa é uma branquinha mega gostosa com belos seios grandes coxuda e com em belo...

O Cinema (verídico)

O Cinema (verídico) Meu nome é Jeni. Eu e Laís namoramos a pouco tempo. Não somos assumidas totalmente para a sociedade. Moramos em cidades diferentes e distantes, então para que possamos ficar juntas livremente, marcamos de nos encontrar em...

Um Belo Casal Sergipano

Um Belo Casal Sergipano Ainda me lembro de minha adolescência quando adorava ler os contos eróticos que vinham em um encarte da antiga revista ELE e ELA, e desde aquele tempo as histórias que mais me excitavam eram as que envolviam maridos que...

Meu Macho

Namorava um carinha na faculdade. Éramos quase como um casal. Nossas transas eram quentes e românticas. E, ao mesmo tempo, muito fortes. O Igor tinha 22 anos, magro, corpo não muito musculoso, típico de quem nadou quase toda uma vida. Ele adorava fazer...