Sozinha Em Casa Com O Ficante

Posted on Heterosexuais 1

Olá, meu nome é Júlia, mas pode me chamar de Juuh. Tenho 16 anos.

No último fim de semana, aproveitei que meus pais estavam viajando e meu irmão mais velho tinha ido numa festa, e convidei meu ficante, Lucas, de 18, pra ir até a minha casa assistir um filme (detalhe: era um pornô). Ele topou na hora.

Assim que fui atender a porta, vi que o garoto não tirava os olhos do meu decote. Todos fazem isso, afinal tenho seios enormes e não uso sutiã.

– Tá gostosa, Juuh. – ele me beijou, levando a mão boba até debaixo da minha saia, fazendo cara safada quando percebeu que eu também estava sem calcinha – Muito gostosa.

Apenas ri e o guiei até a sala. Depois que coloquei o filme,ao invés de sentar ao lado dele, preferi seu colo.

Se passaram uns 15 minutos, e o cara do filme estava pronto pra foder duas mulheres. Lucas começou a apalpar seu “brinquedinho” por cima da calça, achando que eu não ia perceber seu volume.

Sou muito curiosa, e não ia deixar aquele momento passar. E antes que ele parasse, desliguei a tv e agachei na frente dele.

– Deixa eu ver um pouquinho, Lucas? – era uma pergunta inocente.

– Claro, putinha.

Rapidamente ele tirou todas as peças que me impediam de ver aquele cacete enorme e grosso. Mordi o lábio só de olhar.

– Que delícia. – eu disse com água na boca.

– Agora que viu, vai ter que provar. – ele era muito safado mesmo.

Segurei aquele pau e comecei a lamber lentamente com algumas mordidas. Estava cheia de tesão, e minha intimidade ficou molhadinha quando o membro endureceu. Tentei me controlar, mas acabei colocando todo o cacete na minha boca. Acelerei os movimentos de vai e vem. Lucas começou a gemer baixinho, era excitante de ouvir.

– Tô quase explod…

Antes que ele terminassem senti todo o líquido descer pela minha garganta. Adoro uma porra bem quentinha.

-Uau, que gozada – elogiei, me levantando e trocando de posição com ele.

Mesmo ofegante, Lucas não perdeu tempo e me ajudou a tirar toda a minha roupa. Os bicos dos meus seios estavam inchador, e eu gemi alto quando ele começou a chupá-los loucamente.

– Isso… – sussurrei.

A mão dele foi de encontro ao meu grelhinho, massageando rápido para aumentar meu tesão. Sou muito sensível, e quando ele chegou no meu clitóris, gritei.

– Grita mais! – ele parou de chupar meus seios, e foi direito pra minha xota. Aquela língua ainda me faz ficar molhada só de pensar.

– Lucas, me fode gostoso! – pedi.

Ele sorriu sacana, punhetando mais seu pau. E em poucos segundos ele encaixou no meu buraquinho.

– AHHHH – gritei alto, aquele cacete era enorme demais.

Ele me socava forte, doía e me dava prazer suficiente para pedir mais. Quando eu estava prestes a gozar, ele tirou o pau para fora, rindo da minha cara de desejo.

– Por hoje chega, putinha.

Enfiei dois dedos na minha buceta, e senti meu gozo escorrer.

– Agora chega.

Ele lambeu tudo, mas depois me obrigou a vestir as roupas. Por sorte estava certo, meu irmão chegou pouco depois, nos encontrando assistindo um filme de comédia.









Tenho mais histórias, se quiserem que eu posto, vou adorar