A Punheta Mais Gostosa Com Minha Irmã

Ola me chamo Moreira e venho pela primeira vez a contar aqui o que me aconteceu quando eu tinha uma 18 anos de idade não tinha namorada, tenho 2 irmãs mais velha do que que eu na época elas tinham 24 e a outra 25 anos Ana e Maria, morávamos numa casa com 3 quartos um para os homes e outros para as mulheres o terceiro dos meus pais, no meu quarto dormia eu e meu irmão em uma beliche, e no outro ao lado minhas duas irmãs, como na época eu não trabalhava apenas estudava, e todos os dias a tarde eu estava em casa, juntamente com Ana e Maria minhas duas irmãs, pq meus pais mais meu irmão trabalhava o dia todo chegando apenas a noite, como eu ficava o dia todo em casa, sempre quando eu chegada do colégio eu tomava um banho e ficava deitado na minha cama na beliche parte de cima só de cueca, até que um dia quando cheguei e vi a minha irmã se trocando no quarto dela , quando vi aquele corpão só de calcinha não não pensei duas vezes corri para o meu quarto e comecei a bater uma punheta com aquela visão da minha irmã mas eu me descuidei e esqueci de tancar a porta, e quando estava ali explodindo de tanto tesão e quase pra gozar a minha irmã Ana entra deu uma vez no quarto e me pega no flagra , fiquei todo desconfiado querendo esconder o meu pau que naquela altura estava um ferro, com um sorriso sex ela olhou com os olhos arregalados pro meu pau me olhou e falou que era para eu ter mais cuidado pq se fosse a Maria minha outra irmã ela falaria p os meus pais, e não ia ser nada bom pra mim, no dia seguinte quando cheguei do colégio tinha algumas roupas para passar em cima da minha cama, no meio delas uma calcinha vermelha da Ana , (a qual eu já tinha visto uma vez ela dormindo com calcinha , enquanto dormia e nesse dia eu fiquei olhando aquela delicia e sem pensar comecei a bater aquela punheta gostosa e silenciosa a ali naquele quarto pra não acorda-la vendo aquela bunda gostosa aquela buceta linda. Gozei sussurrando baixinho) . Sem perder tempo peguei aquela calcinha e cheirava e passava no meu pau enquanto eu me deliciava batendo aquela punheta gostosa pensando e lembrando daquela bunda gostosa com aquela calcinha fio dental, ao ponto de gozar naquela calcinha e deixa-la toda melada de porra do meu cacete, no outro dia ela me chamou no quarto dela e me mostrou a calcinha gozada, fiquei todo sem jeito, ela me falou que já sabia que tinha sido eu. Fiquei todo vermelho novamente, mas ao mesmo tempo com um tesão infernal e assim se passou aquela dia, naquela noite meus pais saíram ficando apenas eu e a Ana,, estávamos assistindo tv eu com um short de malha bem fino e ela com um vestidinho bem fino e curto meia transparente que dava pra ver pela luz da tv todo aquele corpo gostoso aqueles peitinho durinho quase furando a aquele vestidinho minúsculo que usava o detalhe ele usava a calcinha vermelha de renda, meu pau já estava duro , que não estava dando para esconder , percebi que ela olhava e como se fosse pra me matar ela mudava as posição no sofá , deixando as pernas semi aberta em minha direção mostrando aquele volume sobre aquela calcinha de renda, ela abria as pernas de proposito fingido estar se acomodando no sofá ela sabia que eu estava olhando direto para aquela buceta , até chegar uma hora que ela me pediu para eu levantar e passar o controle da tv pra ela , ela sabia que eu estava de pau duro, acho que fez questão de querer ver o volume, então eu simplesmente levantei pra pegar o controle e ai o meu pau estava tão duro que não dava para esconder estava furando o short, ela viu aquilo e quando entreguei o controle , ela me disse que pelo o jeito eu estava muito excitado vendo ela daquele jeito, eu respondi que sou homem e que não era de ferro, e fui para o meu quarto, ela foi lá e me pediu que se eu fosse fazer alguma coisa trancado dentro do quarto que era para eu fazer na sala, eu falei que não ia fazer nada que ia apenas deitar , mas ela mau sabia que eu ia mesmo era me acabar de bater punheta pensando nela, mas para a minha sorte ela me chamou e falou no meu ouvido ?pode bater uma punheta me olhando se quiser que eu não vou contar nada para o seu pais e que fique em segredo entre nosó mas só olhando que não era para eu sair daquele sofá eu meio sem jeito voltei pra sala fiquei no sofá de frente para o sofá onde ela estava , e fingindo ver tv, eu comecei a pegar no pau, ela me chamou e abriu a pernas e falou pode olhar e bater uma bem gostosa pra mim, nessa ora eu virei meu schort pro lado meu pau já estava enorme uma tora, e comecei a bater a punheta mais gostosa da minha vida vendo aquela buceta linda sobre aquela calcinha vermelha de renda, ela fazia questão de me ver me acabando, ela passava a mão por cima da buceta e se cariciava percebi que ela também se masturbava com os dedos por baixio da calcinha, enquanto eu ali me acabando na frente dela. olhando a minha irmã todo gostosa naquele sofá me olhava passava a linga nos lábios gemia , aquilo me deixava mais louco , meu pau já estava explodindo de tanto tesão, até que não aguentei e gozei , umas três a quatro jatos de porra, que se espalhava no chão da sala , e sem falar nada ela se recompôs desligou a tv, e simplesmente falou que estava na hora de dormir mandou eu ir pro meu quarto ela foi pro dela, aquela noite eu nunca esquecei, desse dia pra frente sempre que ficávamos só a noite em casa, a gente fazia tudo de novo um de frente pro outro e se masturbado e se deliciando de tanto prazer, mas nunca chegamos e concretizar uma transa ela sempre falava que não podia fazer sexo com irmão. Hoje não falamos muito sobre o assunto. Mas de vez em quando faço questão de andar só de short e pau duro dentro de casa e passar por ela e roçar meu pau naquela bunda gostosa de minha irmã Ana. (Tivemos outras experiências, mas essa conto no próximo.) Se alguém quiser compartilhar momentos que teve semelhante é (deusdetetamborim@gmail.com)

Contos relacionados

Meu Macho

Namorava um carinha na faculdade. Éramos quase como um casal. Nossas transas eram quentes e românticas. E, ao mesmo tempo, muito fortes. O Igor tinha 22 anos, magro, corpo não muito musculoso, típico de quem nadou quase toda uma vida. Ele adorava fazer...

Santinha Ou Putinha?

Santinha ou putinha? (Os nomes são fictícios)Tenho uma turma de amigos, e a cada seis meses organizamos uma festa em algum local bem grande,daqueles que têm alojamentos, para podermos receber mais pessoas.O intuito é realmente aumentar o...

Se Vestiu De Puta Parte 3

Ola, sou Carlos e minha esposa é a Paloma, para aqueles que já leram alguns dos contos que já publiquei vai saber que minha esposa é uma completa safada,adora uma sacanagem e principalmente de se vestir muito provocante nestas horas, eu ficou louco de ver...

Mênage Na Praia

Ménage na praia Eu e vc na praia vamos tomar uma cerveja no kioske, assim que chegamos vemos um cara sentado no banco , vc olha para mim e fala olha aquele cara de sunga branca sentado ali tem um volume interessante na sunga deve ter um pau...

Desconfio Que Fui Corno

O que irei relatar aconteceu no final do ano passado, tenho 35 anos e minha esposa Fernanda 34, somos casados a 10 anos. Após um período, onde caímos na rotina percebi que minha esposa começou a ficar mais atrevida, usando roupas mais ousadas, se...

Uma Carona Para Casa

Minha mãe é muito religiosa, vive indo a essas excursões da igreja e o pior é que me obriga a acompanhá-la, nessa ultima excursão eu acabei fazendo amizade com outra garota na minha faixa de idade que também passava pelo mesmo problema e juntas...