Eu E Minha Irmã Mais Nova

Esse é meu desabafo sobre Meu relacionamento com minha irmã mais nova, Mikaela mais a chamo de Mika. começou bem cedo, eu sou o mais velho e lógico ela é a mais nova.

Hoje ela tem 18 e é linda, tem a pele branca, magra seus peitos são pequenos chegando ao tamanho médio, cabelos castanhos e seus olhos são castanhos e são lindos e encantadores e ela é linda demais.

Já eu sou branco, alto, corpo definido, olhos castanhos e cabelos castanhos também e sou bonito, hoje tenho 20 anos.

A algum tempo atrás minha irmã vivia se agarrando em mim, tudo que ela fazia tinha que ser comigo e ela tinha uma mania de deitar no meu colo quando eu estava na sala, as vezes ela pedia mas tinha umas vezes que ela chegava e deitava como se fosse a coisa mais normal do mundo, mais isso não me incomodava.

Mas comecei a ficar incomodado porque ela sempre foi de usar roupas curtas e tem a mania de não usar sutiã e até hoje essa mania ainda continua. Mas naquela época os peitos dela estavam crescendo e dava pra ver eles claramente e eu me sentia muito culpado mas não conseguia tirar o olho. E eu me aproveitava da situação para acariciar seu corpo, mas me focava em suas orelhas por que são muitos sensíveis e eu acariciava elas que a Mika até soltava uns gemidos bem fraquinhos.

Uma semana depois minha irmã veio até mim, deitou no meu colo mas virada pra mim e estava me olhando com aqueles olhos encantadores mas estava muito séria e eu perguntei.

?Porque você está tão séria?? ela respondeu.

?Wellington você já beijou alguém??

Fiquei em silêncio e ela sacou na hora e disse.

ãentão você já beijou??.?

E estava com a cara tão triste mais logo depois disse uma coisa.

?ahhh então você já beijou alguém, tem um cara da minha sala que quer ficar comigo. O que você acha??

Quando eu ouvir isso surtei eu disse pra ela.

?Não, não e não você não pode ficar com ele você é muito nova e você tem que dá seu primeiro beijo em alguém que ame?

Aí ela riu e disse.

?kkkkkk calma Wellington, está com ciúmesó?

Eu disse.

?Claro que não? mas eu sou péssimo em mentir e ela respondeu.

?Você não precisa mentir, se meu primeiro beijo tem que ser com alguém que amo então tem que ser você. Por favor Wellington me beije?.

Eu gelei na hora mas antes que eu a respondesse ela pegou me rosto e puxou pra baixo e disse.

?me ensine a beijar?

Como a iniciativa foi dela eu só concedi e a beijei e foi maravilhoso não resisti e tomei a iniciativa peguei ela coloquei no meu colo e era tentador, e ficamos nos encarando e aqueles olhos eram encantadores não conseguia resistir a eles e ela disse.

?Tudo bem?. Pode continuar?

Quando ouvi isso não pensei duas vezes e beijei aquela boca pequena e era tão deliciosa que não consegui parar e ela só cedia, mas ela estava sem fôlego parei por um instante pra ela recuperar o fôlego e ela disse.

ãespera um pouco??. Ahhhá.. Vamos continuar agora de língua?

Fiquei surpreso mas obedientemente obedeci e enfiei a língua dentro da boca dela e nosso beijo estava cada vez melhor. Estava tão excitado que queria tocar em seu pequeno corpo mas por algum motivo não consegui, ela ao contrário estava me abraçando muito forte e ficamos mais um tempo se beijando e eu estava adorando ver ela tentando beijar bem. Nós beijamos por mais um tempo mais depois de um tempo terminamos, ela estava com o rosto todo corado e ofegante e disse

? Wellington você beija muito bem. E meu beijo? Como foi??

Eu ri, ela ficou com a cara toda burrada, eu ri mais ainda mas eu disse.

?Você beija muito para seu primeiro beijo?

Ela deu um sorriso e disse

?Claro que beijo, você tem sorte de ser o primeiro? e eu disse.

?Ah é? Então porque você está toda vermelha e com essa cara de quem está querendo maisóãe ela disse.

?Ahhhhhhhá..? calei a boca dela com um beijo e ela consentiu e quando terminou eu disse.

?Viu eu disse, tinha que ver seu rosto agora e estava rindo e ela disse.

?Adora me provocar né? Mas adoro quando você faz isso.

Ela me beijou pela última vez e foi tomar banho e dormir.

Mas eu fiquei lá pensando no que tinha acabado de acontecer e bateu o maior remorso e sentimento de culpa e isso foi horrível, todos fomos dormir mas não conseguir e no dia seguinte na hora do a Mika veio e me abraçou e disse.

?Bom dia Wellington? com o sorriso mais lindo e seus encantadores olhos e a olhei para os lábios dela e a culpa voltou, meus pais disseram.

?Quanto amor?

Mais nos dias que vieram eu a evitei, não a deixava deitar no meu colo e ela tentava conversar comigo mas eu a evitava e fugia. Mas teve uma noite em que esqueci de trancar a porta do meu quarto e minha irmã entrou e mesmo não querendo conversar com ela tive que conversar. Ela logo perguntou.

?Porque você está me evitando?? e eu respondi.

?Não estou te evitando? e ela respondeu

ãeSTÁ SIM!!!, se foi pelo beijo por favor me desculpa, eu não farei de novo mas não quero que você se afaste de mim!!!?

Ela estava chorando e ver ela daquele jeito foi horrível. Eu sabia que o que agente fez era errado mas ver ela daquele jeito foi pior do que qualquer sentimento de culpa, então criei coragem e disse.

?Mika? segurei seu queixo e levantei seu rosto e ela ainda continuava a chorar e dei um beijo nela, e ela arregalou os olhos mas consentiu o beijo e foi um beijo de reconciliação foi ótimo, quando terminamos ela estava me olhando com aqueles olhos arregalados, estava plasmada e disse.

ãeu pensei que odiou aquele beijo?..? coloquei o dedo em seus lábios e disse ?shiiiii? e falei pra ela.

?Me desculpe Mika, estava te evitando porque fiquei assustado com o que ia acontecer se eu não tivesse me controlado naquela hora? quando ela me beijou eu queria ceder aos meus extintos primitivos e atacar ela feito um animal selvagem.

Ela riu e disse.

ãeu queria que você não estivesse se controlando?

Ela estava me olhando com um olhar tão provocativo, como se tivesse dizendo ?você pode fazer o que quiser comigo?

Eu não aguentei aquele olhar e avancei pra cima dela a deitei na cama e me deitei sobre ela e a beijei com tanta intensidade e ela retribuía com tanta vontade, eu comecei a tocar aquele corpo pequeno e ela estava tão quente, era como se o corpo dela tivesse implorando por mais e fui descendo até seus peitos e comecei a Chupar eles e com meus dedos acariciei aquela bucetinha, assim que coloquei os dedos ela soltou um gemido e aquilo só me deixava mais excitado. Tirei a calcinha dela de lado e comecei a brincar com sua bucetinha e continuava chupando seus peitos e ela pois a mão na boca pra segurar seus gemidos, quando eu enfiava um dedo dentro ela se contorcia toda e isso só me deixava mais louco. Eu tinha pedido a sanidade, só estava seguindo meus extintos e ela estava toda vermelha e toda ofegante e dizia meu nome ?Wellington por favor espere? e sempre que ela disse meu nome eu parei e esperei e ela disse.

?Nossa Wellington como você é afobado, deixa eu tirar o vestido assim é melhor, viu é bem melhor agora vem?

Escutei aquilo como uma ordem e não perdi tempo pra cumprir, ela tinha tirado o vestido favorito dela que ela usava pra dormir, a cor do vestido era branco e comecei tudo de novo e ainda mais excitado porque ela estava quase nua, só faltava a calcinhamas não por muito tempo. E recomecei depois de um tempo ela já não conseguia segurar os gemidos, mais uma vez beijei sua boca fui direto para o ponto fraco dela a suas orelhas assim que comecei a lamber e morder deu um grito, sorte que nossos pais não acordaram e continuei em suas orelhas e ela agarrava forte o me braço e eu disse a ela baixinho em seu ouvido.

?Agora vou pra melhor parte? e fui beijando e descendo pelo corpo dela e continuava beijando e acariciando seu ia olhando pra ela e ela mordendo os lábios. Quando cheguei perto da bucetinha dela ela virou a cabeça pra trás e levantou me encarando de novo. E com toda calma do mundo abaixei a calcinha dela, só pra provocar e quando cheguei minha boca perto da bucetinha dela eu parei olhei pra ela e disse.

?Você está ansiosa por isso não é?? e ri e ela respondeu.

?Anda?? logo, continua?..? mal conseguia falar estava sem ar mas a obedeci na hora e cai de boca naquela bucetinha rosada e era deliciosa, ela já estava toda molhadinha e fiquei lá chupando sua bucetinha e acariciando seus peitos e ela ia a loucura e quando comecei a enfiar minha língua dentro os gemidos dela já eram muito altos, quando suguei a buceta dela pra dentro da minha boca e enfiei minha língua até o limite ela gozou e gritou bem alto e eu assustado perguntei o que tinha acontecido e ela disse.

?Desó.. Culpe?.. Wellington?.. É que não conseguir segurar estava tão bom?

Aí saquei que ela tinha gozado e foi incrível ver ela gozando. Eu queria que ela pagasse um boquete pra mim só que ouvimos passos e às pressas nos cobrimos com a coberta e não dava tempo dela se vestir e foi assim mesmo. Minha mãe entrou pela porta e perguntou a causa do grito, aí enrolei ela disse que a Mika estava tendo um pesadelo e veio pra minha cama, depois de muito tempo convenci ela a deixar a Mika dormir na minha cama e isso foi um alívio. Minha mãe saiu e a Mika e eu rimos ela vestiu a calcinha e o vestido e fomos dormir de cochicha mas claro que nos beijamos antes e fomos dormir muito satisfeitos.

Depois posto a continuação

Contos relacionados

Aprendendo A Ser Lésbica

Aprendendo a ser lésbica Comecei a minha vida sexual com um colega de aula. Passamos alguns meses nos agarrando em todo canto que encontrávamos. Ele adorava chupar meus peitos e eu também gostava. Ele beijava gostoso e com o tempo eu comecei a...

Debaixo Do Nariz Do Sogrão

Debaixo do nariz do Sogrão No começo a minha intenção era só ser leitor dos contos aqui postado. Mas resolvi ativar meu lado escritor e contar algumas experiências vividas por mim e minhas parceiras, hoje venho a relatar para vocês leitores...

Agora Ele Sabe Que é Corno

Agora ele sabe que é corno Meu nome é Gilda sou casada desde os 20 anos e ele com 22, estou agora com 43 e ele com 45, nunca tivemos filhos e temos um casamento ótimo, raramente brigamos.Todos os verões saímos de férias e neste de 2014 fomos...

Submissa Sendo Iniciada

Esta aqui o relato da iniciação de uma sub. Se você tem desejo de ser iniciada, me envie um e-mail domrenatosc@hotmail.com. Meu nome é Renato sou Dom mais ou menos 7/8 anos e moro no litoral de SC. Sem sub por algum tempo e com algumas viagens marcadas...

A Cerimonia

A pedra era fria como gelo e eu mantinha me prostrada nela mergulhada na penumbra da incerteza A venda que tinha nos olhos permite-me enxergar um altar antigo de pedra esculpida, onde a cabeça de "Cabires" se salientava . Há um estranho odor a mofo e cera...

Anal. (como Tudo Começou).

Anal. (como tudo começou). Ola! Sou eu a Jaque. Para quem não leu meus contos anteriores, sou casada, maridão voyer, ruivinha cabelo curtinho estilo Channel, pele bem clarinha, coxas lindas e bem torneadas bumbum grande sem exagero, seios...