Amigas

Bom, eu sempre fui uma pessoa bem sociável e sempre gostei de rapazes até conhece Vanessa. Vanessa era uma morena, dos olhos verdes, com um bundão bem malhado, de tirar o folego! Como de praxe, consegui fazer amizade com ela, amigas para o que der e vier. Certa tarde, quando saímos da faculdade, fomos para a casa dela estudar. Almoçamos, a família dela estava toda presente, fomos para o quarto dela e ela foi tomar banho, e ela sem fazer ideia do que se passava na minha cabeça. Eu estava deitada em sua cama esperando ela sair do banheiro, quando que por descuido Vanessa esbarra na porta e isso faz com que a toalha prendesse na fechadura e faz com que eu a veja seminua. Naquele momento, a minha boceta esquenta, e eu fico toda molhadinha. Eu fingo não ter percebido, mas é imperceptível a minha expressão de admiração! Quando de relance vejo Vanessa colocando a sua calcinha, um fio dental verde cheio de babadinhos brancos, aquela bunda deliciosa, e a minha vontade de tê-la fica mais aguçada. Vanessa olha pra mim e me pede para que eu passe creme em suas costas, e ela estava sem sutiã e toda arrepiada, quando comecei a passar o creme, meu tesão aumentou ao extremo, mas me controlei, continuei a passar mas agora já me aproveitando da situação, comecei a passar perto dos seus seios até a sua bunda, quando inesperadamente Vanessa vira de frente pra mim e pede para que eu passe o creme em sua barriga e seus seios. Naquele momento explodi! Comecei a chupar aquelas tetas desesperadamente, comecei a beija-la, a passar as minhas mãos por aquele corpo estrutural e gostoso, fomos para a cama, tirei a minha roupa e tirei a calcinha dela, chupei aquela boceta até ela gozar na minha boca. E pra minha surpresa, ela quis me chupar também, e então eu deixei. Vanessa me surpreendeu! Ela me chupava de uma maneira deliciosa, me masturbava, lambia o meu cu e eu toda me contorcendo de prazer, e quando mais ela me chupava, mais eu queria, aquela língua quente na minha boceta. Nisso, nem vimos a hora passar, só percebemos quando a mãe dela bate na porta e pergunta se está tudo bem, nos vestimos em segundos e dizemos que sim. Aquele dia foi o primeiro de muitas chupadas e sexo. Outro dia volto contando mais sobre a minha amiguinha Vanessa. 

Contos relacionados

Delírios De Prazer No Sul De Minas

A noite estava fria. No céu a lua nova brilhava sem nenhuma nuvem. Faltavam 15 minutos para as 20 horas. Selma foi clara, eu não poderia me atrasar nem um minuto. Eu caminhava de forma apressada pelas ruas quase desertas. O bairro em que ela morava era de...

Surpresa E Presente Da Minha Irmã!

Surpresa e presente da minha irmã! CONTINUAÇÃO DO CONTO: Tirando a virgindade da minha irmã!!! Passados 2 meses em que transei com minha primeira mulher, que por coincidência é minha irmã, continuávamos nossas vida normalmente,...

A Punheta Mais Gostosa Com Minha Irmã

Ola me chamo Moreira e venho pela primeira vez a contar aqui o que me aconteceu quando eu tinha uma 18 anos de idade não tinha namorada, tenho 2 irmãs mais velha do que que eu na época elas tinham 24 e a outra 25 anos Ana e Maria, morávamos numa casa com...

Meu Irmão, Meu Amante

Meu irmão, meu amante. Meu nome é Luisa. Sou advogada, 40 anos, sem filhos,divorciada, morena relativamente bonita e muito taluda. Tenho três irmãos: dois são homens de leis, casados que moram em outros estados. O terceiro e mais novo é surdo e mudo....

Acho Que Sou Corno Mesmo

ACHO QUE SOU CORNO MESMO: NO MEU PRIMEIRO CONTO, CONFESSEI QUE DESCONFIAVA QUE ERA CORNO. SEGUINDO ALGUNS CONSELHOS DE AMIGOS QUE POSTARAM, COMECEI A JOGAR INDIRETAS PRA MINHA MULHER. DE TANDO EU FICAR PERGUNTANDO, E EU APROVEITAVA QUE ELA GOSTA QUE EU...

Fui Fodida Na Academia!

Fui fodida na academia! Bom o conto que vou lhes contar aconteceu semana passada. Sou jornalista e faço academia, por isso tenho tu saradinho e durinho sou magra tenho peitos fartos e bundinha empinada. Na academia eu tenho um professor assim...