Siririca No ônibus

Olá, atualmente tenho 18 anos, e o que contarei aqui, é sobre uma experiencia muito boa que tive aos meus 14 anos. Bom, eu estudava em uma cidade um pouco distante da minha, e precisava pegar ônibus todos os dias. Certa vez eu estava no fundo do ônibus quando chegou uma mulher alta com uns peitos enormes, e sentou do meu lado. Ela estava com uma mini saia e uma blusa apertada, com uma lata de refrigerante na mão. De repente o ônibus deu uma freada que derramou o refrigerante dela todo em cima de sua blusa. Como ela estava sem sutiã, os biquinhos dos peitos dela ficaram durinhos de frio e eu não consegui parar de olhar aquilo. Então ela percebeu que eu fiquei um pouco nervosa com aquilo e sorriu pra mim, perguntou se eu tinha algum papel ou pano pra enxugar sua blusa, e eu rapidamente peguei meu casaco e dei a ela. Ela perguntou se eu poderia enxugar, então peguei o casaco e passei nos peitos dela, apertei tanto que ela deu uma risada sedutora e eu fiquei louca. Ela percebeu que eu estava exitada  e então sussurrou: sabe o que é siririca? E eu respondi que sim, mas só tinha batido umas 2 vezes. Logo ela levantou sua blusa deixando os seios a mostra, aproveitando que o ônibus estava vazio, levantou sua saia, tirou a calcinha e a me entregou. Fiquei olhando aquela vagina gostosa e então ela pegou minha mão e colocou entre as pernas dela. Minha calcinha ficou encharcada. Então ela falou para eu fazer o mesmo, e como eu estava de calça jeans somente abaixei a calça e a calcinha. Percebi que o trocador estava nos observando com cara de exitado, mas nem ligamos. Nós duas começamos a bater siririca até que gozamos no banco, que delicia. Logo, ela sentou no meu colo e ficou de frente pra mim, começamos a nos beijar e acariciar a pepeca uma da outra, enfiando e tirando o dedo, fazendo movimentos de vai e vem numa velocidade descontrolada. Não consegui resistir e gemi alto, e todos que estavam no ônibus começaram a olhar. Ela gozou na minha perna todinha e no banco, deixamos uma poça de gozo no banco em que estávamos. Então o ônibus começou a encher e decidimos parar antes que chamassem nossa atenção, fomos para outro banco e ficamos observando as pessoas olhando para aquela poça de porra e se perguntando o que era. Fomos até nossa parada sem falar nada uma com a outra e quando eu estava descendo do ônibus, o trocador me chamou e apertou meu peito e me chamou de puta, então mandei ele ir pra puta que pariu e desci do ônibus. 

Galera, eu não sou puta, eu faço faculdade de direito. Essa foi apenas uma experiencia incrível que nunca esquecerei. Espero que tenham gostado do meu primeiro conto. Beijos.

Contos relacionados

Guerra De Bucetas

Gisele olhava para as coxas de Mayara e mordia os lábios. Transito estava ruim naquela tarde de sexta feira, um sol escaldante, e Mayara naquela minissaia provocante.  Foi assim também na reunião de ontem. Mayara era consultora. Estava naquela cidade...

Orgia Na Praia Deserta

Orgia na praia deserta Boa noite pessoal, a história que vou relatar aqui é extremamente verdadeira e de pura orgia. Meu nome de ficção é Carol, sou loira, olhos azuis, com cabelos lisos até a cintura, com 1.70 de altura, 58kg, com um bumbum e...

Faturei O Cuzinho Da Loirinha

Faturei o cuzinho da loirinha Este conto aconteceu a 5 dias, moro na zona sul de São Paulo, tenho olhos e cabelos castanhos, 1m82 de altura e 80kg. No início do ano troquei de empresa, fui trabalhar em uma empresa maior e em um escritório bem...

Dando Para O Priminho Nas Férias

Dando para o priminho nas férias Olá, meu nome é Myrella, tenho cabelos pretos e longos, tenho seios bem grandes e durinhos e bubum médio e empinadinho, e tenho a pele bronzeada, vou relatar pra vocês, como foi minha transa com meu primo!...

Carona Do Fofinho

oi !!! Me chamo lu tenho 37 anos casada a vinte anos, sou alta 1,70 morena de cabelos compridos.o meu conto de hoje começa com uma carona que me oferecerão depois de sair de um bar com mais tres mulheres e o namorado de uma delas,esperavamos o onibús...

Vizinha Cabeluda

Vizinha Cabeluda Nunca tive coragem de relatar minhas aventuras mas depois de muito ler contos eu tomei coragem pra relatar meu primeiro conto. Lógico que usando nome ficticio.Bom sou moreno 1,80 de altura e na época magro pesava uns 78 kg,...