Submissa Sendo Iniciada

Esta aqui o relato da iniciação de uma sub. Se você tem desejo de ser iniciada, me envie um e-mail domrenatosc@hotmail.com. Meu nome é Renato sou Dom mais ou menos 7/8 anos e moro no litoral de SC.

Sem sub por algum tempo e com algumas viagens marcadas para Curitiba, resolvi entrar no grupo bdsm de Curitiba para conhecer alguma sub para me servir durante minha estadia em Curitiba.

Após conversar com algumas uma me chama atenção por ser inexperiente e estar decidida a aprender e viver algo além da tela do computador.

Parecia que não iria dar certo, porque depois de conhecê-la, todas as vezes q fui a Curitiba estava acompanhado ou era um bate e volta.

Ela aceita o meu convite de vir ate minha cidade para me servir. Fiquei impressionado por sua determinação e coragem. Até chegar me presenteou com algumas fotos muito interessantes, gostava do que via pelo menos fisicamente, sei que ajuda, mas não é tudo o q procuro. Quero ver se tem uma alma servil.

Dia marcado, tudo preparado, hotel, passagem, e horário de chegada. Atrasei por conta do motorista do ônibus dar uma previsão de chegada bem fora do que aconteceu. Mas ela já estava me esperando, sentia ao telefone o seu nervosismo, ansiedade e por incrível q pareça percebia uma vontade louca de servir (percebi que não estava errado)

Primeiro dia escolhi usá-la no motel, com uma suíte temática.

Entramos, percebi q seus olhos brilharam quando viu a grade em volta da cama, as algemas, o quarto preparado para usá-la como eu desejasse. Foi ao banheiro enquanto eu preparava o volume do som o ar condicionado e as cordas, fiquei sabendo depois q entrou no banheiro para dar uns pulinhos de alegria, deveria ter feito na minha frente, teria ficado muito feliz. Tudo preparado, abro uma cerveja e espero ela, faço sinal, ela ajoelha ao meu lado, enquanto explico tudo o que vai acontecer, faço uma pergunta, a cadela erra.. vadia, puta.. apanha na cara.. fico irado.. mando se despir e ficar apenas de calcinha.. sei q sentirá vergonha por estar na frente de um desconhecido, isso me excita..

Preparo as cordas, amarro suas mãos, prendo-a na grade, com mãos para cima, de costa para mim.. sento na cadeira e fico observando, realmente muito bonita de corpo, magrinha, cintura fina, bunda redondinha, seios pequenininhos, perfeita para dono usar.. começa um tapa, dois, três, todos devagar, lento, acariciando o corpo, sentindo a necessidade q ela tem de se entregar, é isto q busco, e não um corpo para usar, mas uma alma para comandar.

Depois do spanking, xingá-la no ouvido, ver como ela esta molhada.. mando ela ficar como cadela e beijar meus pés.. adoro este momento, ela ali prostrada, servindo, totalmente entregue aos meus caprichos. Mando subir, beijar minha coxa.. tiro o pau para fora, o dia todo no trabalho, penso em tomar um banho, mas sinto apenas o cheiro forte do sexo e do desejo.. então decido q ela chuparia assim mesmo.. uau.. q boca.. estava nervosa no inicio parecia meio, mas percebi q chupava bem bastaria o tempo.. provou isso no segundo dia.

Mandei deitar na cama, amarrei as duas pernas para cima na grande, mãos amarradas. Observo a bocetinha dela… q bocetinha perfeita, linda carnuda, convidativa para chupar, já posso dizer q gosto de apreciar a boceta dela deitada assim e quando esta de 4.. realmente linda. Chupei, mordisquei, lambi, enfiei dedos, senti molhada, ouvia ela gemer, lambi o cuzinho, gemeu mais, por alguns minutos me deliciei com ela totalmente entregue.

Mas ela não estava ali para sentir prazer.. lembrei q tinha ordenado não gozar ate me encontrar e fui desobedecido. Meu humor mudou, e chegou a hora do castigo. Algo simples.. ia apanhar na boceta linda dela, para aprender que quem manda no corpo dela é o dono.

Apanhou, apanhou, apanhou.. queria fechar as pernas, não deixei… momento perfeito.. foi quando começou a choramingar, baixinho, pedindo para parar.. mandei calar boca, e falei q podia chorar, coisa q ela fez com gosto.. me deixou excitado, não deveria, eu estava castigando, estava bravo, mas o choro dela me acalmou.. parecia q a correção foi altura da desobediência.. perdoada? Não.. precisava ainda mais.. mais 5 tpas fortes, mas não podia ficar nisso.. sabia q estava dolorida, doida, devia estar ardendo… precisava possuí-la assim.. fui buscar o preservativo.. fiquei bravo pq deu tempo dela se recompor.. mesmo assim.. os últimos 5 tapas com ela contanto e dizendo.. OBRIGADO SENHOR… ao terminar possuí ela ali mesmo.. assim.. toda dolorida, percebi no rosto dela q estava desconfortável.. fiquei preocupado? não.. não precisava ter siso assim se tivesse obedecido. Acalmei, dei colo.. mas agora de 4 pq dono quer gozar, puta desobediente não goza. Foi um gozo intenso, forte come ala ali de 4 totalmente entregue. Posso dizer que ela foi perfeita.. suportou calada. Parece q encontrei uma verdadeira sub.

Contos relacionados

Confissões De Uma Esposa Carente:

AMIGOS, O CERCO ESTÁ SE FECHANDO, UM MÊS DEPOIS DO ÚLTIMO PAPO COM MINHA ESPOSA, LÁ ESTAVA EU, OUTRA VEZ FAZENDO MASSAGENS NOS PEZINHOS DELA, NO SOFÁ DA SALA. LHE FALEI SOBRE A ÚLTIMA CONVERSA QUE TIVEMOS, QUANDO ELA ME DISSE QUE ALGUÉM TINHA GOZADO NA...

Caindo Na Própria Provocação

Finalmente minhas ferias chegou e como sempre fazia, viajava para um sitio de parentes. Cheguei piscina, sol tudo de bom e não demorou muito, vi um negro lindo e como sou tarada por negro, começei a trocar olhares. Quando foi a noite, perguntei para minha...

Dominação Tântrica Iii - A Massagem

No dia agendado para nosso encontro Maiara estava radiante. Definitivamente era uma outra mulher. Havia cortado o cabelo, sua unhas estavam bem feitas, havia emagrecido pelo menos uns três quilos. Suas coxas pareciam mais grossa e seus músculos mais firmes....

Meu Amigo E Sua Esposa

Meu amigo alemão me disse uma vez que sua esposa tinha vontade de sair com dois homens para fazer uma dupla penetração.Ele me perguntou se eu topava o que fiz imediatamente,ele ficou de marcar o tempo passou e não falamos mais sobre isso.Eu trabalhava a...

Na Casa Da Praia

Na casa da praia Era verão no final dos anos 90 e passávamos férias na minha casa de praia. Num final de semana chegou minha filha com vários amigos, na verdade eram três casais, todos jovens e bonitos. Chegaram muito barulhentos, e querendo...

Enchendo O Pote

 A minha irmã sempre foi teimosa e persuasiva, insistia tanto na sua teoria que acabava provando para todos que estava certa, mesmo quando não estava. Com o tempo essa teimosia só foi piorando e para completar ela colou com uma colega desbocada e que...